BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

terça-feira, 25 de abril de 2017

JANELA DO PRAZER



Vem pela janela do corpo entreaberto
Acordar o meu desejo
Faz-me crer em coisas que desconheço
Se é ao teu beijo que pertenço
Estou no lugar certo

Para te envolver
O sorriso
Para te seduzir
Com calma

Para te converter 
Ao paraíso
Para te descobrir
A alma


Vem pelo prazer sem tempo
Desorientar os meus sentidos
Se somos mais que o momento
Faz-me crer que és tudo o que preciso
Percorre-me de alto a baixo
E sussurra-me de hálito quente, ao ouvido
Porque é só contigo que eu encaixo.



25-04-17

segunda-feira, 17 de abril de 2017

sexta-feira, 14 de abril de 2017

SEDE DOS AMANTES



A distância desfeita pela sede 
Traz-te à tona de mim
A paixão não se despede
De quem não deseja o fim


Quebro as rendas do lençol
Aquando o calor que emana do sol
Quero o mergulho imediato do corpo teu
Queimado, poro a poro, junto ao meu

Que a tua boca despida
Pernoite acesa pela minha pele
E sacie esta vontade desmedida
De que faças de mim, a tua amante mais fiel


Que rodopie vezes sem conta, a tua mão 
Pela minha estreita cintura
Que as gotas de suor sejam a loucura
Anunciada pelas roupas espalhadas pelo chão

Que só o grito destemido na almofada
Nos consiga, aos poucos, desvendar
Os amantes que vagueiam pela madrugada
São impossíveis de silenciar. 



14.04.17
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...