BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

O MANIFESTO DE UMA ALMA BRILHANTE (MEU MENINO-DIAMANTE) (*)



Quando te debruças
Na meia-lua do meu abraço
E os meus braços são os teus
Embalam-nos melodias intermináveis
Não há lágrimas em meu regaço
Nem tempestade que atinja o céu…


Quando me guio
Pelo íntimo do teu olhar
E os teus olhos são os meus
Há uma força que quer desvendar
A singularidade dos teus gestos
Que o mar não pára de sussurrar…



Quando acordo
Com o ondular do teu sorriso
Pendurado nos meus lábios
Há uma voz inabalável, um grito a pronunciar
O manifesto de uma alma brilhante…



Quando me delicio
Com a atmosfera dos teus cheiros
Sei que os caminhos são diamantes
Que colho ao de leve
Sem me aperceber
Esvai-se a tristeza
E recordo o imprescindível de ser:
A riqueza maior 
É o – teu – Amor
É te poder ter!



Quando pernoitas em mim
Escuto teus segredos e teus medos, que enaltecem quem és
Sei que o mundo se agiganta aos teus pés
E que na tua almofada, os sonhos não têm fim.




E os teus sonhos são os meus
Meu menino-diamante.




(*) Poema 1 - Participação no XXI Concurso de Poesia da APPACDM de Setúbal (Novembro 2016) 
- Concurso que visa sensibilizar para a problemática da Deficiência Mental

2 comentários:

  1. É sempre bom ler a poesia da Jessica que brinca tão bem com as palavras como uma criança corre feliz atrás de uma bola, as metáforas brotam fresca e ligeiras como a água escorre na montanha. Continua!

    ResponderEliminar
  2. Menino diamante
    Com tua linda voz
    A todo o instante
    Me levas do rio á foz.

    …Porque amar é preciso, sempre.





    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...