BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

quarta-feira, 3 de junho de 2015

A MINHA PRAIA





Fosses tu o ondular

Que preenche o areal

Imenso do meu sorriso…


Fosses tu o enrolar

Da toalha humedecida à cintura

Em tons de fantasia…


Fosses tu o beijar

Do sol que passeia à tardinha

Descalço pelo meu corpo…



Fosses tu o serenar


Das águas que povoam

O verde dos meus olhos…



Fosses tu o (meu) mar


A minha praia

Eu seria inteiramente TUA!





01.06.15

segunda-feira, 1 de junho de 2015

SE O AMOR É... HIPOTÉTICA SALVAÇÃO




Se o amor é cascata de fogo
Quero queimar-me lentamente
Se o amor é xadrez, um jogo
A dois, quero ganhar justamente!

Se o amor é hálito de madrugada
Quero acordar-te com a leveza
Dos beijos poisados na almofada
Dizer-te que p’ra mim és “certeza”!

Se o amor é cálice de ouro
Quero bebê-lo com gosto e loucura
Uma bebedeira sem rosto nem cura
Leva-me a chamar-te tesouro!


Se o amor é entrega carnal
Quero que sejas um furacão
Em cada recanto, vendaval
Sem medo nem compaixão!

Se o amor é hipotética salvação
Transporta-me até ao paraíso
Não me roubes só o coração
Traz nos lábios o meu sorriso.

Se o amor é…
Tudo isto
Quero acabar com este registo
Dos “ses
E amar-te da cabeça aos pés!




01.06.15
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...