BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

domingo, 23 de novembro de 2014

O ABOTOAR DOS SENTIDOS (MENÇÃO HONROSA NO XIX CONCURSO DE POESIA APPACDM SETÚBAL - NOVEMBRO 2014)






A magia das palavras

Transborda do poema dos teus olhos

E a certeza é leve

Floco de pureza

Hálito de sonhos macios

Em passos temperados

De (a)braços d’esperança…



Há no teu paladar

Beijos que (te) sabem pela vida

Mãos enlaçadas que elevam pontes

Em asas que ensaiam voos de mestre

Na crença da eternidade

Escutam-se hinos de glória e aplausos…



Abotoas os sentidos

Respiras
o teu perfume

Botão de rosa a botão de rosa

Invades as ruas com o sorriso rasgado

E segues de passada firme

Com a simplicidade irresistível

De pertenceres a ti mesmo.




Pseudónimo: Crepúsculo d’esperança



MENÇÃO HONROSA NO XIX CONCURSO DE POESIA APPACDM SETÚBAL 2014





segunda-feira, 10 de novembro de 2014

NA GAVETA DOS MEUS OLHOS





Há um silêncio guardado 
Na gaveta dos meus olhos
Há um dilema rasgado
E rosas, rosas aos molhos!

Pulsa o peito a tod’o vapor
Embarca na viagem d’ida
Nas asas dum doce condor
Sem julgar a despedida!


Há um lugar partilhado
Na gaveta dos meus olhos
Há um fogo endiabrado
E rosas, rosas aos molhos!

Pulsa o grito d’ave em flor
De quem colhe o licor da vida
Ensaiou o cântico do amor
E agora já não tem saída!

Há um céu emoldurado
Na gaveta dos meus olhos
Há um mar enfeitiçado
E rosas, rosas aos molhos!


Há um abraço magoado

Por não te dar o melhor de mim

Há um confronto adiado 

Sempre qu’escrevo p’ra ti.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

PARTICIPAÇÃO NO LIVRO DE MICROLITERATURA "CURTAS POÉTICAS DO AMOR"











Partilho as minhas participações
(Páginas 41-43):

No amor
O sabor
Do meu sorriso
Tem de rimar
Com o brilho do teu olhar!
- Não tentes! Não é preciso...
Não vais conseguir disfarçar.

------------------------------------------------------

Dei contigo ave em repouso no nosso ninho
Nó(s) genuíno do pensamento
Ao pôr-do-sol bebi teus olhos de linho
Cedi o sorriso ao enamoramento!

------------------------------------------------

Que dizer(-te)
Se a maior beleza
Está nos 
teus olhos 
Contemplando os meus...

É este (a)mar que nos move




Página da "Microliteratura" (Literatura em 140 caracteres) no Facebook:
https://www.facebook.com/Microliteratura
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...