BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

domingo, 15 de dezembro de 2013

NO LEITO DAS HORAS MORNAS - DUETO TERESA TEIXEIRA E JESSICA NEVES



Disseste-me que 
Para me poderes amar, 
Teria que saber ler-te a alma... 
Mas que é do mar 
Se a névoa o esconde, 
Onde é o sul 
Se não vejo o sol, 
Onde?...


Disseste-me que
Para me poderes tocar,
Teria que saber juntar as palmas…
Mas que é do lar
Se a fonte o esconde 
Onde é a lua
Se não vejo a pele tua 
Onde?...

Pedi-te que fosses 
O rio de águas límpidas 
Onde bebem todos os abraços. 
Mas que é da margem 
Se a terra é asa,
Onde é o longe 
Se regresso a casa 
E a sede é cedo, 
E o tarde é hoje...?

Pedi-te que ficasses
No leito das horas mornas
Onde cedemos nossos cansaços.
Mas que é da viagem
Se o céu desiste
Que será bagagem
Se o coração sem estrada
Rasga a ilusão
E mais nada…? 



13.12.13
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...