BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

CASCATA DE SEXOS LIVRES




Quero

Os gomos dos teus olhos

A desabotoar minhas vestes
Nu(m) poema intemporal
Declamado em céu aberto…



Quero

O fogo que rompe 

O bailado incandescente
Do toque
Dos lábios e da língua
Pelo corpo fora
(A)dentro…


Quero

A cascata de sexos livres

Presa à bebedeira cega

Que escorre excessivos pedaços
Sedentos de nós…



Quero

O vagido prenhe dos sinos

Ao compasso da acesa melodia

Que (en)canta em todos os lugares
Onde loucos
Ousamos ser
- Poesia.


30.10.13

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...