BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

POEMA CONTRAFEITO





Perco-me neste poema contrafeito
Entre a penumbra amarga do tempo
O relógio bate veloz contra o meu peito
Onde tu és um sopro, um momento…


Invento-te à força, de qualquer jeito
Trago-te um recado da minh’alma:
Quero amar(-te) mesmo com defeito
E transformar tua revolta em calma…



Quero desatar sorrisos no teu leito
Nas margens plenas do meu rio
Entoando em uníssono, o cálido efeito
Da sofreguidão da pele, sem frio.



28.10.13
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...