BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

IMPULSO (POEMA DEDICADO À MINHA IRMÃ SARA NEVES) (*)























Quer o impulso (de mim) te levar
Sem querer saber do rasgo do peito
Cai no corpo o pranto
Na alma de uma guitarra sem cordas (**)
Numa letra sem métrica
Palavras que nunca consegui proferir…

Talvez orgulho excessivo
Meu feitio desapegado
Ou um lado “defensivo”
Tod’o meu Amor ocultado…


(Sabes, não entendo (de) Psicologia (**)
Guio-me pelos sentidos do dia a dia…)


Talvez seja minha intenção
Dizer-te com ousadia “isto” que sinto
Sem amarras, com o coração
Com o verde dos teus olhos, a vida pinto…

(…Enquanto não to digo, escrevo-te!)

19.06.13


(*) Poema dedicado à minha irmã Sara Neves
(pela ida de voluntariado para a Índia)

(**) A referência à Música deve-se ao seu gosto musical.
No que toca à Psicologia, foi o curso que tirou.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...