BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

terça-feira, 16 de abril de 2013

A TI, PAI QUE NUNCA CONHECI























As memórias são escassas
Escapam-se entre os dedos
Pelo meu peito trespassas
Como criança escondendo segredos...



Pai
Queria tocar ao de leve teu rosto
Sentir-te perto de mim e ouvir cada ensinamento
Bebendo da vida, o mosto
Feliz de cada momento
Eternizado, a teu lado...



Nunca te quis passado acordado
Nesta ferida aberta
Que mata e desconcerta
Um sonho desacreditado...
Queria apenas o toque inesperado
Acalmando as noites frias
Usufruir de te ter do meu lado
Como estrela de todos os dias...


Pai
Ainda hoje te tenho como um verso mudo
Vem! Espero-te.
És tudo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...