BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

MORRE-ME UM POEMA DENTRO DE TI



Vislumbro pássaros feridos em noite de partida
Nu(m) abandono que nasceu em mim
Onde tudo é terra infértil numa pele engelhada
Morre-me um poema dentro de ti…

A lua escapa-se entre os dedos
Prevalecem as sombras d’outrora
Trazendo consigo teus medos
Apagando a mais genuína flora…

Mendigo por todos os meus recantos
O embrulho da tua carne acetinada
Tombo de joelhos, mil e um prantos
Fechaste os olhos à minha morada…

Morre um poema dentro de ti
No sussurro das cinzas empoleiradas nos teus cabelos
Sim! Morre-me um poema, aí
Em céu aberto polvilhado de muralhas e pesadelos…

20.12.12
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...