BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

“(CON)TEXTOS D’AMOR”, PEDAÇOS EM PROSA DE JESSICA NEVES




É amarga a dor que me impede de encaixar cada peça.
É como se nada tivesse sítio certo.
Queria fazer do longe, perto!
Podia ocupar a minha cabeça com mil e um pensamentos mas só tu (me) preenches esse espaço, o meu/nosso espaço… só tu enches os meus braços com os teus, com o conforto do teu abraço e dos teus olhos (n)os meus…
É amarga a dor que me consome.
Arrasta-me o teu perfume espalhado pelo meu corpo todo, por todo o lado…
Passe o tempo que passar, há coisas que permanecem no mesmo lugar!
Haverá algum modo de amar sem (se) sair magoado?!

16.11.12
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...