BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

sábado, 25 de agosto de 2012

"(CON)TEXTOS D'AMOR", PEDAÇOS EM PROSA (1)


Às vezes, desejava morrer durante uns tempos.
Acho que a viagem ao Céu me ia fazer bem… Sozinha. Sem ti. Sem “nós”!
Seria bom apagar fios da memória, abrir a janela e optar por novos caminhos, olhar noutra direção… Enfim, fechar um pouco “a merda” do coração!
Mas infelizmente não morro durante uns tempos, não apago fios da memória, não sei de mim, não sei de ti, nem sei de nós…
A minha cabeça é uma teia... indecifrável.
Acredito que um dia consiga olhar além das frestas da janela e abri-la-ei sem medo(s), irei percorrer novos caminhos e o meu olhar terá certamente outra direção! Aquela direção polvilhada de sorrisos, d’afetos, d’esperança, de sol, de luz, de vida… rumo à felicidade!
Hoje não! Porque olho para trás e sinto-me incapaz!

24.08.12
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...