BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

AMEI-TE (DEPRESSA) DEMAIS


Ainda a noite não era noite, já eu te amava
As papoilas beijavam (s
ó) meus pés
J
á o teu corpo de seda acariciava
Sem saber verdadeiramente quem és!

Amei-te (depressa) demais!
Ainda eu n
ão me despia à tua frente
Cantarolava ao compasso dos pardais
J
á te amava… perdidamente!

Ainda o mar n
ão sabia de nós
Nem a lua poisava leve em teu regaço
J
á eu nos anunciava a uma só voz
E imaginava o mundo em nossos braços…

Amei-te antes das curvas da despedida
Ainda a rua n
ão estava em pranto
Amei-te tanto!
Que de me acabei perdida…

Quis-te antes de tudo
Até antes de mim
O meu peito ficou mudo
S
ó lhe conheci o fim!

Hoje, sei que te amei (depressa) demais
Tudo desabou em meus olhos de hortel
ã
Em v
ão, muitos gestos foram banais…
Pensando no triste sabor d’amanh
ã!

13.06.12
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...