BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

sexta-feira, 8 de junho de 2012

É SÓ A MINHA FALTA QUE SINTO


Dou comigo cega em pleno labirinto
Cruzo os braços, o meu olhar finto
Não por tua causa, se te disser que sim minto
É só a minha falta que sinto
Só quero sugar meu corpo faminto
Como animal selvagem por instinto
Entorna-se sobre meus dedos verniz cor de tinto
Nascem-me garras mortíferas de lince distinto
Quando pisam meus calcanhares logo me ressinto
Ao lamber meus pés me pressinto
Em fogo e sangue, meu rosto pinto
Algemo-me com o meu próprio cinto
De todos os sentidos busco além do quinto
E beijando-me ao pormenor, insisto: é só a minha falta que sinto!

01.06.12
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...