BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

À DISTÂNCIA DUM BEIJO PE(R)DIDO



Por mais que o teu olhar m’impeça
Tenho-te à distância dum beijo pe(r)dido
A tua camisa amarrotada na minha cabeça
Diz-me que nada é pior qu’amor não correspondido!

É inesgotável e triste esta fenda
Que rompe as fronteiras de mim
Quisera eu que fosses uma lenda
Para fugir deste pesadelo sem fim!

Mesmo com o rosto em ferida e os lábios calejados
Tenho-te à distância dum beijo pe(r)dido
Os meus braços ao teu corpo amarrados
Dizem-me que nada é pior qu’amor não correspondido!

Se o amor não tivesse dor
Se a rosa não tivesse espinhos
Não teria o mesmo sabor
Nem os pássaros fariam ninhos!


Neste mármore gélido onde me deito
Toco-te pela quente recordação
Se soubesses o quanto grita meu peito
Não hesitarias em (voltar a) dar-me a mão!
                                                                               30.05.12
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...