BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

NÃO POSSO DIZER QUE TE AMO


Quando alastra o fogo da saudade
O teu corpo ao meu chamo
Prefiro gozar a minha liberdade
Não posso dizer que te amo!

Desperta o querer de um beijo
Acendendo versos de paixão
Pensar em ti é puro desejo
Corpos (se) desatam em explosão!
É a ti que o meu olhar ardente chama
Os teus lábios a minha boca ama
É no teu peito que o meu derrama
Aos contornos da pele, (ex)clama!

De rubro aroma o céu se tinge
Não posso dizer o que não sinto
Se o meu corpo finge
Eu não! Eu não minto!

23.05.12
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...