BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

sábado, 28 de abril de 2012

SURGE(S) UM POEMA




Hoje ao ler teus olhos de seda pura
Pendurei-me no sorriso que me ofereces
Meu anel de todos os dias
Surge(s) um poema
Onde te invento à hora de sempre
Debruçada no meu querer
Deixo a janela do peito (entre)aberta
Para que possas soprar-me baixinho
De ti,
De mim,
De nós…

Haverá rosas em fogo
E mil beijos em flor na despedida
Enquanto te espero no sorriso (de sempre)
Deito-me ao (com)passo da lua
No teu leito
Divago…

Surge(s) um poema…
Desmedido.

28.04.12

PABLO ALBORÁN - PERDÓNAME


https://www.youtube.com/watch?v=J0vsnFmSgHo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...