BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

ATÉ JÁ


Já o Fado havia anunciado a hora de partida
Quando gritava uma chuva de sangue
Multiplicando-se pelos meus olhos

Ténue
Deixaste que aquela noite de Inverno
Te vendasse o corpo todo
E tomasse conta de ti

Bem sei do sorriso de bronze
Com que me premiaste um dia
Pelo oceano rubro que te achei no peito
Sim, esse que agora levas em teu regaço
Donde sempre extraíste o licor da vida
Cultivado sem espinhos…

O silêncio que me ultrapassa
Não exclui a saudade nem a dor que carrego
Que se escapa entre os dedos duma palma
Deitada em chão de mármore

Poucas
Serão sempre as minhas palavras
Comparadas com o amor
Daqueles que partilham comigo
A mesma mágoa

Até sempre, não.
Digo-te: Até já!...

05.02.12

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...