BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

domingo, 12 de fevereiro de 2012

COM OS OLHOS (CHEIOS) DO MUNDO


A tudo o que vejo faço alergia
Parece impossível mas é verdade
Fico em pânico, transbordo fúria
Meus olhos enchem-se de falsidade

Pudesse eu fechá-los durante um tempo
Não hesitava em procurar outra sorte
Mas tenho a pisar-me a tod’o momento
Um inimigo chamado fantasma da morte

Resta-me a náusea em trapos de vaidade
Ardo em febre estou prestes a delirar
Queria solo fértil sem cultivo de maldade

Não me pisem mais, deixem-me sossegar
Já que não posso usufruir da liberdade
Matem-me logo, evitam de me maltratar!

09.02.12
EVANESCENCE - MY IMMORTAL
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...