BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

É CONTRA MIM QUE LUTO


É contra mim que luto
Insónias, insónias, insónias
Desaguam olhos entre prantos
Anseios, burburinhos, ardores

Foge-me a vida
A boca é órfã
Tropeço nas sílabas
Consomem-se as palavras
Consomem-me

Insónias, insónias, insónias
Morro e agarro-me às trevas
Silêncio.

Silêncio!
Deixem-me dormir profundamente!

Não quero o tormento do eco das sensações vazias
Sei de cor o labirinto do deserto
Que calco noite adentro pelas ruas da minh’alma

Insónias, insónias, insónias…
É contra mim que luto!

08.02.12

PEDRO ABRUNHOSA - MOMENTO
http://www.youtube.com/watch?v=2geKsE_1B5U
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...