BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

POEMA MUDO (A DOIS)


Fui levada pela cúpula acesa do girassol
Entrei no ninho do teu peito e me escondi
Des(a)pertando dentro de mim o arrebol
Quando sabe tão bem ter-te perto, aqui
Se os lençóis rubros se resumem a tudo
Onde nesta tela desenho um poema mudo
Um poema em silhueta curvada a dois
Que humedece o lápis a cada contorno
Descendo na valsa a um campo de sóis
Poisam os corpos na noite sem retorno
Embriago-me nos teus lábios e na pele
Como abelha poisada em favos de mel
Mordo, fervilho, adoço, arrepio e calo
Entre versos de desejo, rumo e embalo…

25.01.12

BRYAN ADAMS – EVERYTHING I DO
https://www.youtube.com/watch?v=ZGoWtY_h4xo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...