BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

AMANTE DAS PALAVRAS



Sou amante das palavras…
Uma por uma, beijo-as
Nas noites de lua cheia
Sempre que posso, abraço-as
Prendo-as na minha teia…


Olho-as, às vezes de lado
Outras vezes de frente
O caminho (in)esperado
Traz-me um olhar diferente…



Sou amante das palavras
Apalpo-as, acaricio-as
Faço delas, metade de mim
Quando caio no precipício
Não sei se são o princípio 
Ou, se são, talvez o fim…



Sou amante das palavras
Oh, como são belas!
Refugio-me nelas
Nas horas vagas
E tudo são estrelas...



São o anel mais íntimo dos meus dedos
Venero-as, amo-as, devoro-as até ao tutano
Guardam segredos, ultrapassam medos
Não perdem a validade de ano para ano...



Sou amante das palavras
Amarro-as
Trinco-as 
Durmo com elas
Até atingir o orgasmo
Fazemos filmes e novelas
Gritamos de espasmo!



Sou amante das palavras…
Tantas vezes poemas
Tantas vezes dilemas
Minhas únicas escravas!



27.11.12

terça-feira, 27 de novembro de 2012

PENSAMENTO EM TONS D'ARCO-ÍRIS





Todos nós já nos sentimos especiais nem que tenha sido, uma vez na vida. 
Tu já foste especial para alguém (até sem te aperceberes) e já tiveste alguém que te fez sentir especial, que gostou de ti e te valorizou pelo que és. 

Numa troca de olhares, sorrisos e afetos em simbiose perfeita:
Tu és especial para mim e eu sou especial para ti!
Cuida de mim e eu cuido de ti.
Cuido de ti e tu cuidas de mim.
Protejo-te. Protege(s)-me.


PENSAMENTO EM TONS D’ARCO-ÍRIS


Não deixes de abrir o teu coração, a quem vale (realmente) a pena.

                         Lembra-te que a partilha é essencial.


25.11.12

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

DUETO RICARDO CASTRO ALVES E JESSICA NEVES - CITAR-TE PALAVRAS, POEMA


Meu ser, poema
que amarra soltaste

ao mar revolto que por hora me contém

por hora não te permite a mim

restrinjo-me à miuçalha

poema, que quero ser


“Teu ser, poeta
Pertence à terra e ao mar

O meu coração é a meta

Qu’um dia tuas mãos quiseram agarrar…

Teu ser, Meu ser, Nosso ser

Poeta-Poema

Homem-Mulher, fonte de prazer

Tentação-dilema!”

Dilema em ser poeta
de uma pele que sorve esse mar

no morno poente

de ti poema longe

horizonte que desisto, feitiço

que concernes a utopia que não chego


 “Jamais me abandones, poeta
Quando queres permanecer

Ama! Corre atrás da tua meta

Quiçá um dia te venh'a pertencer!

Enquanto esse dia não chega

Morde os lábios, trepa a parede

Arrepia-te mil vezes, desassossega

Deita-te ao relento numa cama de rede...
Valerá a pena, bem sabes que sim
Confia em ti poeta, confia em mim!”


Poema.


Dueto (já) publicado no blog de Ricardo Castro Alves apresentado da amável forma:


"Uma nova experiência se reflecte em post no “Versejos Livres”.
Durante algumas semanas numa troca de impressões poéticas, também, e de enorme importância para mim, desafiei Jessica Neves, poetisa, a viver um poema em forma de dueto, como versão final, fiquei fascinado em saber que duas pessoas que não se conhecem, e que vivem apenas a poesia, conseguiram complementar as mensagens de forma tão entrosada.
A Jessica Neves, tem apenas 18 anos, e é de uma riqueza poética e cultural, louváveis. Escreveu, já, o livro “(Sem) Papel e Caneta, (Com) Alma e Coração”.
Jessica, uma vez mais um especial obrigado pela tua participação.
Cumprimenta,
Ricardo Castro Alves"


MUITO OBRIGADA Ricardo, pelas suas palavras e acima de tudo pela partilha :)
Foi uma honra enorme "duetar" consigo e partilhar esse momento neste espaço!
As nossas palavras se entrelaçaram tão bem...
Nem parece que escrevemos juntos pela primeira vez!

Felicidades *

Beijinhos Com Alma e Coração,

Jessica Neves


(RECOMENDO) O SEU BLOG: http://versejoslivres.blogs.sapo.pt/ 

domingo, 25 de novembro de 2012

RASCUNHOS A PRETO E BRANCO




Boa noite 
Poesia *



Desta vez, trago-vos (outros) pedaços poéticos, intitulados 

"RASCUNHOS A PRETO E BRANCO"


Aqui ficam os primeiros retalhos em tom melancólico...


Espero que gostem,

Aproveitem a vida 
e
Nunca deixem de sonhar...

Beijinhos Com Alma e Coração,

Jessica Neves *






quinta-feira, 22 de novembro de 2012

MUNDO PARALELO - DUETO JESSICA NEVES E ANA COELHO



Vivo num universo paralelo

Entre o ruído, a multidão passa
Rostos sorridentes são a carapaça
De um nada que se faz (de) belo.


O sol nasce em vidros ocos
é universal...transversal
mas toca em poucos
na forma dos equívocos...
mundanos! 


Que faço eu aqui?!
Este lugar só me tira o sono
Longe de mim, longe de ti
Caio no abandono...



Nestes movimentos asfixiantes
onde os interesses prevalecem
nos paralelismos cínicos...
O silêncio é já um ruído em gritos
na desordem deste caminho...



22.11.12

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

RETALHOS SOPRADOS DO CORAÇÃO





O mundo está parado.
Só tu andas solto pelo meu pensamento.
Para, nem que seja só por um momento!
Vem! Fica a meu lado…


É ESTE (A)MAR QUE NOS MOVE...


Jessica Neves *

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

“(CON)TEXTOS D’AMOR”, PEDAÇOS EM PROSA DE JESSICA NEVES




É amarga a dor que me impede de encaixar cada peça.
É como se nada tivesse sítio certo.
Queria fazer do longe, perto!
Podia ocupar a minha cabeça com mil e um pensamentos mas só tu (me) preenches esse espaço, o meu/nosso espaço… só tu enches os meus braços com os teus, com o conforto do teu abraço e dos teus olhos (n)os meus…
É amarga a dor que me consome.
Arrasta-me o teu perfume espalhado pelo meu corpo todo, por todo o lado…
Passe o tempo que passar, há coisas que permanecem no mesmo lugar!
Haverá algum modo de amar sem (se) sair magoado?!

16.11.12

domingo, 18 de novembro de 2012

SINTO(-TE) POESIA



Sinto(-te) poesia
Nas entranhas da pele
Magia
Nos meus dedos a percorrer(-te)
Delicioso mel
Ter-te
Me seduz
Olhar-te
Respirar-te
Tocar-te
Amar-te
Em gestos nus…

17.11.12

É ESTE (A)MAR QUE NOS MOVE...

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

PROCURO(-ME)


Procuro
Um céu por desenhar
Num tom por descobrir
Quero o tempo (des)consertar
E o arco-íris ao meu jeito colorir…

Procuro
Um baú recheado de afetos
Um abraço, um sorriso, um olhar
Em que os mais singelos gestos
Conseguem o coração tocar!

Procuro
Ser ave
Nas asas do avião
Ser suave
Quando tiver
Cada sonho na palma da mão…

Procuro
Um lugar…
Um lugar pequenino
Junto ao teu
Onde as mãos se possam dar
E os lábios saibam sorrir
E assim, a amar
Todo o meu céu
Irei construir…

Procuro o que é meu
Procuro o meu “eu”
Procuro o meu céu
(Também procuras o teu?!)

Procuro-me…

30.10.12

domingo, 11 de novembro de 2012

A POESIA QUE HÁ EM TI (*)


 
A poesia que há em ti
Nasce num terno olhar
Anda solta de mão em mão
No sorriso rasgado a tocar
O lugar mais íntimo do coração!

A poesia que há em ti
Bebe o sol e afasta a tempestade
Cultiva genuinamente os afetos
Alimentando laços de cumplicidade
Com os mais silenciosos gestos!

A poesia que há em ti
É feita de sonhos de algodão e perfume
Polvilhada de rosas brancas e jasmim
Não tem vaidade, ódio nem ciúme
Porque o teu jeito genuíno é seres assim!
A poesia que há em ti
Está na superação de cada dificuldade
Na luta diária, no esforço e na dedicação
Em pequenos grandes momentos de felicidade
Ao vencer os objetivos com determinação!

A poesia que há em ti
E em quem deseja o teu bem-estar
Dá-se num aperto sem espaço
Quem te sabe verdadeiramente amar
Vai ao encontro do teu abraço!

A poesia que há em ti
Escreve-se com a palavra diferente
Mas depressa se escreve igual
O fato de seres assim, felizmente
Torna-te uma pessoa especial!

Pseudónimo: Alexandra Vasconcellos

(*) Poema 1 no âmbito da minha participação no XVII Concurso de Poesia da APPACDM Setúbal - Novembro 2012
Tema: "A poesia que há em ti"
Com o objetivo de estimular a actividade criadora e sensibilizar a comunidade para a problemática da deficiência mental

terça-feira, 6 de novembro de 2012

(PER)CORRE O BEIJO, (ES)CORRE O DESEJO




Pelos lábios corre

O beijo

Pelo corpo escorre

O desejo

A pele percorre

O ensejo

A voz do amor não morre

Se te vejo

O meu sorriso recorre

Sempre ao teu beijo…

05.11.12

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

DESEJO DE AMAR - ANTÓNIO VERÍSSIMO E JESSICA NEVES


Desejas e tens-te ali
Abraçado, atrevidamente agarrado
Ao corpo daquela que tens
Beijas, percorres o que desejas
Tocas, aprofundas o desejo
Sentes sinos a tocar dentro de ti…
E sopra-te a vontade
De amar noite fora
De agarrar a liberdade
Que sentiste outrora…
E tudo em teu redor
É música em gestos
Leais e modestos
Em que soletras: A-M-O-R!

24.10.12

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...