BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

SÓ TU, AMOR



Quem poderia apagar a escuridão
Abrilhantar e dar vida à noite
Trazer mais cor ao dia
Numa harmoniosa composição iluminada
Quem mais poderia ser senão a luz?

Quem poderia ser grandioso
Conter a beleza das estrelas
O algodão doce das nuvens
A imensidão dos astros
Quem mais poderia ser senão o céu?

Quem poderia ter quatro fases
Uma Crescente ao compasso da paixão
Uma Nova que omite a dor
Uma Minguante que aparece sem razão
Uma Cheia refletindo de amor
Quem mais poderia ser senão a lua?

Quem poderia ter páginas
Carregadas de inúmeras palavras
Escritas pelo autor
Quem mais poderia ser senão o livro?

Quem poderia traçar os destinos
Ao mais íntimo pormenor
Sem perder nenhum rumo
Quem mais poderia ser senão o mapa?

Quem poderia conter sentimentos
Agitar-se de ansiedade
Guardar todos os segredos
Quem mais poderia ser senão o coração?

Quem melhor então
Para reunir
Toda a harmonia da luz
O infinito do céu
As belas fases da lua
O maior livro aberto
Contido no pedaço do mapa
Do meu genuíno coração
Quem mais poderia ser senão TU,
Meu amor?

24.11.11

I HAVE NOTHING - WHITNEY HOUSTON (TRADUÇÃO)
https://www.youtube.com/watch?v=p50xkD_srec
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...