BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A LUZ DO CANDEEIRO


A luz do candeeiro incendiava-me
Cegava-me o semblante carregado e pálido
As pestanas desvaneciam sufocadas
As sobrancelhas já nem respiravam
Os lábios secos esqueceram a cor
As orelhas tombaram moucas
O nariz já nem farejava

A luz do candeeiro incendiava-me o corpo
Quebrava o ouro das minhas mãos
Destruídas em meras cinzas
Os pés enchiam-se de papos
A pele era neve derrotada
Perdida sem contornos

A luz do candeeiro incendiava-me a alma
Os neurónios escaldavam
O cérebro rebentava

Os meus olhos inchavam cansados

Mas eu continuava a contemplar aquela luz

Porque transpirava emoção.
09.10.11

SHINE – MR BIG
à http://www.youtube.com/watch?v=AClxnJa4J-Q
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...