BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

OSCILAÇÕES



Flutuo entre o núcleo das tuas células
E a distância amarga do teu peito
Solto gritos derramados em sangue
Aperto-te contra a ausência que me veste
Quebro o espelho que te suporta
Indiferente ao teu contacto
Aniquilo-me com o teu pólen
Do doce veneno que me suga
Purificando o nosso cromossoma
Que mantém a raiz
Presa ao meu leito
Descodificando o meu organismo
Dividido em duas parcelas
Que se atraem e se repelem
Que se veneram e não se contêm

06.10.11


NOTA: Este poema foi escrito numa aula de Psicologia onde foi abordado o tema da Genética, daí alguns conceitos utilizados (coloridos a vermelho) se relacionarem não só com esse assunto, mas também com a Psicologia (por exemplo: “o espelho”; “contacto”).

Nada na vida acontece por acaso.

MR BIG - ALL THE WAY UP - http://www.youtube.com/watch?v=kf9BjAVmPGU
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...