BEM-VINDO(A) AO BLOG DE JESSICA NEVES *





(ÉS O MEU) LIVRO ABERTO

Desfolho-te como seda
Coberta de lantejoulas
Afasto a cortina lentamente
Pedaço a pedaço
Que bom é ler-te
Entre o jardim banhado em mel
E a cascata desnudada
No horizonte da tua sombra
Aragem perfumada de canela
Com pitada de pimenta
Ler-te é cegamente
Aquilo que me alimenta
Nas entranhas do meu ser.

25.09.2011











Aprecie as pequenas coisas da vida. São as mais belas e as mais intensas. Lembre-se que essas são as melhores.

terça-feira, 26 de julho de 2011

OLHAR SOBRE O HORIZONTE


Lanço um olhar sobre a ponte
Diante dos meus olhos
Vejo um novo horizonte
Colorido com folhos.

Pela manhã
Abre o sol
Envergonhado
Ainda mole
Um pouco apagado.

Vem uma suave brisa
Que a paisagem em nada ameniza
Mas o tempo vai mudar
O sol  parece querer ajudar.

Com os seus raios louros
Ilumina a paisagem
Parecendo tesouros
Que levam a uma bela viagem
Ou talvez seja uma miragem.
 
Avisto um pequeno monte
Composto por uma fonte
Rodeado de flores
De diferentes odores.

Vejo pessoas contentes
Embora também ausentes
É uma riqueza atribulada
De uma felicidade pré-fabricada.


Uma criança de meigo coração
Pelo monte anda à solta
Apenas pede um pouco de atenção
E continua às voltas
Apesar de toda a agitação.

Os pais têm os seus afazeres
Então a criança fica triste
E logo desiste
Porque não desfruta dos prazeres.

 
Hoje em dia, é o mais vulgar
Cada um no seu lugar
Os pais nem sempre presentes
E as crianças cada vez mais conscientes.

Mais ao longe,
Observo um castelo
Que mundo tão belo!

Serão apenas aparências
Meras vivências
De quem “tudo” tem
De quem vive bem.

E eu penso
Num olhar suspenso
De que serve ter riqueza
Se não se tem amor
Essa imensa beleza
De tamanho sabor.

De que serve ter amor para dar
Correndo o perigo
De sozinho ficar
O amor pode ser inimigo
Se não for correspondido.


A vida será sempre assim
É um pouco injusta
É obvio que custa
Alguns não merecem esse fim!

“O essencial é invisível aos olhos”
Injustiças existem aos molhos
Que olhar sobre a ponte,
Mas que imperfeito horizonte
!          
  
      12.07.2011

AMIGO VERDADEIRO

Amigo
Companheiro
Está sempre contigo
É um ser verdadeiro
Nunca te deixa
Enfrenta o perigo
Nunca se queixa.

Amizade
Se for baseada na verdade
Foge a toda a tempestade
E vive com liberdade.

Um amigo apoia-te em tudo
Ensina-te a viver
É o melhor do mundo
Ajuda-te a crescer.


Um amigo
Partilha momentos
Doa o coração
Guarda sentimentos
Leva-te à razão
E quando mais precisas
Está do teu lado
Dá-te sempre a mão
É um eterno enamorado
Leva-te à paixão
Com o seu jeito encantado.

Para saíres do fundo
Do vazio profundo
Precisas dele
Não há ninguém como ele.


 
06.07.2011

POESIA

POESIA
É uma obra de arte
É poder ir mais além
É de todos nós uma parte
É juntar as palavras como ninguém
É uma forma de expressão
É acreditar que posso ser alguém
É uma história com lição
É imensa sabedoria
É declarar sentimento
Em constante harmonia
Num curto momento
É viver o dia-a-dia
Num inevitável contratempo

 
Poesia
É o que eu quiser
É um grito de mulher
É o que eu fizer dela
É uma forma de identidade
É a coisa mais bela
Da verdadeira humanidade
Confrontada com a realidade
Da mais pura ingenuidade
Com a sua beleza
Com a sua simplicidade

Poesia

É de certeza
Um pouco de tudo
A mais íntima pureza
Que conquistou o Mundo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...